Rádio Condomínio

Marielle Franco é homenageada, no sexto aniversário de morte, em single de Rogerio Santos para o EP 'Tríade'

Capa do single ‘Rua Marielle’, de Rogerio Santos

Divulgação

♪ Quem mandou matar Marielle Franco (27 de julho de 1979 – 14 de março de 2018)? Essa pergunta permanece sem resposta há seis anos. Desde então, o assassinato da vereadora carioca reverbera no Brasil, no mundo e na música brasileira.

Em 21 de março de 2018, uma semana após a execução da socióloga, política e ativista carioca, a cantora fluminense MC Carol já expressou a indignação social nas rimas do funk-rap Marielle Franco.

No rastro do inconformismo com o crime, artistas como André Mussalem, Antonio Nóbrega, Edi Rock, Emicida, Jorge Mautner, Leandro Braga, Maria Rita, Rodrigo Bittencourt, Teresa Cristina e o trio Nervosa também mencionaram Marielle Franco em músicas, shows e/ou capas de discos.

Em 14 de março, dia do sexto aniversário de morte da vereadora, o cantor e compositor paulistano Rogerio Santos engrossa esse time com a edição do single Rua Marielle, primeira amostra do EP Tríade.

“Não vai morrer quem vai no ar”, sentencia Santos em verso da música inédita, composta pelo artista em parceria com Vicente Paschoal, autor da melodia. Rogerio Santos é o letrista de Rua Marielle. O single foi produzido por Santos com Norberto Vinhas.

No vindouro EP Tríade, Rogerio Santos também dá voz a letras compostas em tributo ao compositor carioca Guinga e à poeta goiana Cora Coralina (1889 – 1995).

O cantor e compositor paulistano Rogerio Santos lança em 14 de março o single '‘Rua Marielle’', primeira amostra do EP autoral ‘Tríade'’

Divulgação

NOTÍCIAS MAIS LIDAS